telefones úteis     Atendimento ao Cidadão
administração
2017/2020
Notícias
Em entrevista ao Jornal Folha Regional, Prefeito Jairo falou sobre sua administração
18/07/2019

Montauri é destaque no estado em investimento em educação, além de ser um dos municípios que apesar do período de crise econômica a nível nacional e estadual consegue investir com equilibro recursos próprios em ações para a comunidade. Em Entrevista ao Jornal Folha Regional, o prefeito Jairo Roque Roso falou sobre sua administração.

Ao assumir o Governo em janeiro de 2017, o senhor adotou o slogan “Montauri, aqui se vive melhor”, o que o levou a adotar esse slogan de governo?
É uma forma de governar para toda a comunidade, esse é o sentido, viemos de bons governos e acho que faz sentido adotar esse slogan. Nós ficamos em destaque inúmeras vezes, não só no nosso governo, mas também no governo do prefeito Marcelo, então faz sentido dizer que aqui se vive melhor, porque procuramos fazer uma administração chegando com os nossos munícipes e conseguimos através das nossas secretarias atender as demandas.

Como é que o senhor avalia esses 30 meses de governo?
Apesar dos problemas que tem em âmbito nacional e estadual, com crise e atraso de repasses, conseguimos com recursos próprios e a sequencia de um bom trabalho, isso faz com que o governo consiga fazer uma boa gestão e atender a comunidade. Os destaques não acontecem por acaso é a sequencia de um bom trabalho.

Quais foram as maiores conquistas do seu governo?
Nesse mandato, com o Vice Cacildo, foi a viabilização da construção do centro de eventos, eu diria que esta foi a principal obra que nós fizemos. Além das demais, investimos quase R$ 200 mil em galerias agora, para sanar a questão do arroio quando tem excesso de chuva, ele avança e leva embora o calçamento danifica até estabelecimentos comerciais, então vamos querer começar este projeto de instalação das galerias. Já buscamos um recurso de R$ 250 mil no ministério da cidade para depois fazermos o asfaltamento.

Ainda restam 18 meses do seu governo, o que o senhor está programando para esse segundo semestre e para o ano de 2020?
A instalação das galerias é um projeto que vamos iniciar, iniciamos recentemente 1.500m de passeio público em parceria com os moradores, e essa também é uma obra de suma importância. Outros projetos que estão andando são, com relação a asfaltos. Temos três ruas sendo asfaltadas e queremos dar inicio ao projeto de levar asfalto do perímetro urbano, especificamente na Rua Henrique Garbin no sentido ao Parque de Eventos. O projeto vai totalizar 3.6 km de extensão e nós queremos dar inicio a essa obra. Vamos utilizar recursos próprios.

O Tribunal de Contas do Estado, em pesquisa recente deu 100% de transparência na avaliação do seu governo. O que isso representa para o senhor como prefeito?
A questão da transparência é importante. Como gestores temos que fazer as coisas acontecerem e dar acesso a população das nossas ações, fazer com que a população tenha conhecimento dos atos. Essa questão da transparência tem sido muito trabalhada nos últimos anos. É uma exigência e eu acho justo que cada cidadão possa ter acesso aos gastos do governo.

Recentemente aconteceu a ExpoMontauri. Qual é avaliação que o senhor e os organizadores fazem desse evento?
Apesar de o clima não ter colaborado, podemos dizer que a II ExpoMontauri foi muito boa. Foi bastante trabalhado. Mas a avaliação é bastante positiva. Avançou bastante em relação a primeira. Com certeza muito terá que se fazer pela terceira, e o município vai continuar fazendo as Expo e levamos como meta fazer uma a cada gestão.

O segundo anuário brasileiro de educação básica, divulgado no final de junho, Montauri está entre os que mais investem em educação básica. Como o senhor avalia essa posição do anuário?
Isso é consequência de um bom trabalho, não só a secretaria de educação. A administração é um conjunto, e cada setor manejando adequadamente os recursos, faz com que sobre para que possamos investir especificamente em educação, onde fomos destaque e que bom. Ficamos em sexto lugar na Serra Gaúcha e décimo no Rio Grande do Sul, isso é um mérito da região. Não é a primeira vez que chegamos nesse cenário, toda causa tem uma consequência. Então a causa são as boas práticas e ter o recurso para investir.

Compartilhe: